nutricao-para-idosos

A nutrição para o idoso

Com a chegada da terceira idade, por volta de 65 anos, o corpo começa a passar por alterações naturais do processo de envelhecimento. No que tange a parte da alimentação e nutrição, alguns pontos são relevantes:

  • o intestino de todo idoso sofre perda muscular, o que pode causar constipação, inflamação estomacal, crescimento bacteriano anormal, afetando a retenção de nutrientes pelo organismo.
  • a perda de alguns sentidos, como paladar, fazem com que o idoso tenha menos apetite e rejeite a ingestão de vários alimentos.
  • a diminuição de produção hormonal e o declínio de massa corporal são naturais, mas se não forem observadas e combatidas com atenção, podem afetar o funcionamento do corpo.

Estes e outros aspectos podem ser administrados com uma boa dieta e pelo acompanhamento adequado com um nutricionista. Somados ao exercício físico, a nutrição adequada consegue inclusive reverter alguns quadros de doenças que acometem o idoso.

O nutricionista com foco geriátrico tem formação em Nutrição e se especializa para lidar especificamente com esse público. Ele avalia o idoso e desenvolve um cardápio que contempla todas as suas necessidades, que se estende desde a prevenção de patologias até a reposição de nutrientes, com o objetivo de promover a qualidade de vida do paciente.

O acompanhamento feito pelo nutricionista deve ser mensal, porque dentro da dieta específica de cada paciente, o profissional troca e substitui alimentos, garantindo um equilíbrio nutricional com proteínas, gorduras, carboidratos, sais minerais, fibras, vitaminas e água – já que a parte da hidratação também afeta e muito o idoso.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] uma alimentação saudável. Leia aqui, nossa matéria sobre nutrição para o […]

Os comentários estão fechados.