A importância da fisioterapia para o idoso

A fisioterapia é uma especialidade da saúde que utiliza técnicas de massagem, alongamento e ginástica, além do uso de aparelhos e equipamentos para prevenir e/ ou restaurar problemas físicos ou funcionais do paciente que possam ter sido provocados por má formação, por má postura, acidente ou alguma patologia. A fisioterapia pode ser útil em diversos momentos da vida, mas quando se trata do idoso sob acompanhamento, ela pode ser preventiva e/ ou pode atuar para reabilitação o paciente de complicações patológicas.

Com o tempo, o idoso pode apresentar rigidez e no caso de doenças como AVC, Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), Alzheimer e outras de cunho neurológico, o resultado pode ser ainda pior, pois além da rigidez, o paciente perde a coordenação motora. O fisioterapeuta geriátrico, profissional especializado para atuar neste segmento, analisa as necessidades do paciente e elabora um planejamento com exercícios que vão prevenir e ajudar na recuperação dos movimentos, sejam eles de locomoção, deglutição, paralisias parciais ou qualquer outro que afete a autonomia do paciente. Além disso, o fisioterapeuta trabalha pernas, braços e outros membros, músculos e tendões, tratando assim as hérnias, as dores na coluna, fraturas de vértebras, entre outros.

Em casos de pacientes com problemas respiratórios, o fisioterapeuta atua com técnicas que visam a liberação das vias respiratórias, e com exercícios para aumentar a capacidade ventilatória dos pulmões, utilizando de aparelhos para a mobilização da secreção para facilitar a sua retirada. Se o paciente é acamado ou está imobilizado, esse tipo de fisioterapia é ainda mais importante, pois previne o aparecimento de complicações respiratórias.

Para saber mais, acompanhe as notícias da Cuidar Center Care para os idosos, familiares e profissionais de saúde aqui no blog e também no Facebook

2 respostas

Os comentários estão fechados.